Conteúdo Gratuito
Sem categoria

China: tecnologias que parecem de filme, mas já são realidade no país.

Câmeras com reconhecimento facial, robôs como funcionários, ônibus do futuro e um mercado que une o virtual ao real. Tudo isso pode até parecer utopia de um filme futurista, mas é a mais pura verdade para os chineses.

Veja quatro tecnologias inovadoras que existem no país e descubra que há muito mais, além do que as telonas podem oferecer na ficção.

Rede de câmeras de vigilância

Você sabia que a China tem a maior rede de câmeras de vigilância do mundo? Instaladas nas ruas das cidades, elas possuem uma Inteligência Artificial que faz com que sejam capazes de escanear e reconhecer os rostos de todos os habitantes.

Além disso, por estarem conectadas a uma rede global, elas deixam à disposição das autoridades um enorme catálogo digital que contém as imagens de todos os moradores, permitindo que os policiais possam descobrir a localização exata da pessoa, com quem ela se comunica e onde ela costuma estar.

E não é só isso. Para o caso se de tratar de um desconhecido ou de não poder identificar o rosto, as câmeras ainda estimam a idade, a altura, a etnia, o sexo e as roupas do indivíduo. Ademais, elas também leem números, cores e outras características de veículos. Assim, fica bem mais difícil cometer um crime, não é mesmo?

Robôs como funcionários

A população chinesa está envelhecendo e, atualmente, os que são considerados em idade apropriada para trabalhar, entre 15 e 64 anos, estão diminuindo drasticamente.

Pensando nisso, o presidente Xi Jinping discursou na Academia Chinesa de Ciências em 2014, sobre uma “revolução robô” que transformaria o país, promovendo a automação para preencher a lacuna de mão-de-obra.

A ideia, é claro, é respaldada pelo fato de a nação ter um vasto mercado de robótica e realizar inúmeros investimentos nesse segmento. Por isso, o Governo prometeu generosos subsídios para as empresas que desenvolverem essa tecnologia e adotarem esses novos “funcionários” na linha de produção.

Vale lembrar que foram destinados US$ 5 bilhões de dólares para essa empreitada. Será que funciona?

Ônibus do futuro

Sabe quando a física dizia que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço? A China decidiu desafiar essa lei.

Naturalmente, no transporte público tradicional, um ônibus ocupa uma boa parte das ruas e, ao se aglomerar a outros transportes, o congestionamento se agrava, tornando-se um verdadeiro problema que os chineses querem resolver.

Pensando nisso, eles criaram o Transit Elevated Bus, que já passou pelos primeiros testes em 2016 e foi aprovado, ganhando o apelido de “ônibus do futuro”. Nesse serviço público, o meio de transporte irá se movimentar acima das estradas e do fluxo dos carros – 4,5 metros acima -, evitando que fique preso em trânsitos ou até que cause mais engarrafamentos.

Além disso, por ter 22 metros de comprimento e 7,8 de largura, ele comporta até 300 pessoas, o que facilita ainda mais a locomoção de massa, especialmente nos horários de rush, em que o pico de trabalhadores indo e vindo é ainda maior.

A principal tarefa desse veículo exclusivo e inovador, é desengarrafar as estradas e parece ser a solução perfeita!

Mercado inovador

Em 2018, o grupo Alibaba, grande empresa chinesa de comércio pela internet, iniciou um processo de unificação do comercio online e off-line, fazendo surgir uma rede de mercados chamada Hema.

Apesar de ser um supermercado comum, este tem características exclusivas que o tornam especial e a maioria delas está associada ao fato dele ser equipado com inovações modernas e surpreendentes.

No Hema, as compras são feitas através de um aplicativo móvel. Assim, os compradores andam pelo mercado, escaneiam os códigos de barras dos itens que gostam, e o software mostra todas as informações importantes sobre os produtos. Depois, quando o pedido de compra é feito, basta pagar pelos itens pelo celular.

Já em outros pontos de venda, há quiosques com a tecnologia de reconhecimento facial instalada. Com isso, as informações sobre as mercadorias compradas são armazenadas e o mercado utiliza isso para oferecer aos clientes a encomenda de produtos online com entrega de, no máximo, 30 minutos em domicílio.

E então, qual das quatro tecnologias é a sua favorita e qual você gostaria que estivesse presente aqui no Brasil? Compartilhe esse texto com os amigos e não deixe de acessar nossa Comunidade FERA no telegram. Lá todos os dias temos conteúdos gratuitos nesta linha. Esperamos por você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound
Cart Overview