Conteúdo Gratuito
Category

Sem categoria

Home / Sem categoria
Sem categoria

Amazon Alexa chega ao Brasil – descubra atividades do seu dia a dia que podem ser facilitadas pelo dispositivo.

O mercado brasileiro de tecnologia ficou em polvorosa por conta de um lançamento da Amazon no país. A empresa de comércio eletrônico trouxe para as nossas bandas a Alexa, uma espécie de assistente virtual inteligente.

O serviço já era conhecido nos Estados Unidos desde 2014. A Alexa chega como uma promessa para revolucionar o setor de tecnologia brasileiro.

O que é Alexa?

Alexa é, basicamente, um assistente virtual que interage com pessoas. É um serviço de voz baseado em nuvem, disponível em diversos dispositivos da Amazon e de outros fabricantes de eletrônicos.

Dentro do universo da Amazon, conecta-se com o Amazon Echo, o Echo Dot e o Echo Show, que chegaram a pouco ao Brasil. O Amazon Echo é um alto falante sem fio que funciona com comando de voz. Já o Echo Dot, é um aparelho que controla os dispositivos inteligentes de uma casa. O Echo Show tem função parecida com o Amazon Echo, mas possui uma tela de 5,5 polegadas.

Alexa e suas facilidades

A Alexa pode executar diversas funções que facilitam o seu dia a dia. O usuário pode, por exemplo, pedir uma música usando apenas a sua voz para interagir com o sistema. Pode escolher pelo artista ou gênero, usando Spotify, Amazon Music, Apple Music, Deezer etc.

Quem possui a Alexa, sabe as últimas notícias e como está o clima em sua cidade perguntando para o sistema. Também controla os dispositivos de casa inteligente, acendendo luzes, trancando fechaduras ou observando câmeras, por exemplo.

O usuário pode usar a Alexa para fazer chamadas de vídeo ou voz para seus amigos e familiares. Também é possível jogar, pedir um Uber ou comida pelo iFood.

Uma outra função interessante é que ela responde a qualquer tipo de pergunta sobre fatos históricos, curiosidades, resultados dos últimos jogos de futebol ou sobre as novidades da vida das celebridades.

Precisa agendar uma reunião? Quer saber que dia da semana é hoje? A Alexa ajuda seus usuários a não perder compromissos. É só sincronizar o calendário com a agenda que o sistema avisa.

A inteligência do sistema Alexa é tão avançada que a Amazon promete que ela também pode contar piadas. Além disso, canta músicas, declama poemas e conta histórias.

O futuro de Alexa

O mercado de assistentes virtuais inteligentes está em crescimento. No Brasil, além da Alexa, já estão em funcionamento a SIRI, da Apple, e o Google Assistente, da Google. Com tanta concorrência, as empresas estão correndo atrás para oferecer os melhores serviços.

A Amazon já está testando a Alexa para ser utilizada no ramo de saúde. Segundo a empresa, em breve o sistema poderá prever, por meio do som da respiração, quando alguém está prestes a ter um enfarto.

A empresa também pesquisa lançar uma “Alexa de pulso” que pode discernir o estado emocional da pessoa pelo seu tom de voz e aconselhá-la.

Quer aprender mais conteúdos como esse? Então, participe da nossa Imersão Vida FERA e descubra como ter mais RESULTADOS em sua vida. Acesse www.thiago-campos.com e saiba mais.

Sem categoria

Panorama do Brasil quanto a inovação: como estamos em relação ao mundo? Quais as cidades mais inovadoras do Brasil?

Inovar é desenvolver novos produtos ou processos que refletem significativamente em um país, seja para empresas ou para sociedade. Mas, como está o Brasil quando o assunto é inovação?

Os dados não são muito animadores: das duas mil empresas mais inovadoras do mundo, apenas 1% é brasileira, segundo lista divulgada pela Forbes. Dessa maneira, o país passa longe com relação à inovação. Os motivos são diversos.

Alguns aspectos culturais, a burocracia e o baixo nível de investimentos são apenas algumas das razões que impedem que o país avance nesse sentido. Assim, o que se percebe é a probabilidade de importantes saltos tecnológicos em diversas partes do mundo, e um papel secundário do nosso país neste cenário.

Fato é que o Brasil tem uma alta capacidade criativa e que poderia ser muito bem explorada. Existem, atualmente, polos de inovação promissores que já dão resultados positivos e que se receberem a devida atenção, podem gerar frutos muito positivos.

Centros de pesquisa, universidades e setor privado

Não há como falar em inovação sem citar a relação entre essas três áreas. Isso porque o trabalho conjunto dessas entidades contribui de maneira significativa para a inovação. Essa união possibilita um melhor entendimento com relação a aplicação do conhecimento, bem como potencializa o desenvolvimento de soluções melhores.

Lei Brasileira de Inovação

Em 2004, foi criada a Lei Brasileira de Inovação, com o propósito de estimular a cooperação entre universidades, Governo e empresas para o desenvolvimento de soluções tecnológicas que possam ser oferecidas de maneira comercial.

Sem dúvida, isso estimulou as instituições públicas a ampliarem sua participação no processo de inovação, bem como as empresas a apoiar cientistas e inventores, além de criar parques tecnológicos, centros e fundos específicos onde os envolvidos poderiam criar iniciativas inovadoras.

Mas, o que parecia dar excelentes resultados ficou apenas na teoria devido a questões burocráticas, o que levou a uma revisão da lei nos anos de 2016 e 2018. O propósito dessas alterações foi viabilizar o processo e tornar a inovação um processo orgânico, com uma maior segurança jurídica, mas as consequências dessas alterações ainda não geraram grandes resultados.

Cidades mais inovadoras

Diversos centros tecnológicos, parques e arranjos setoriais têm buscado ampliar as iniciativas de inovação no Brasil.

Nesse sentido, as capitais brasileiras que mais se destacam e inovação estão Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro, respectivamente.

Fato é que apesar da Lei Brasileira de Inovação e algumas tentativas de investimentos públicos e privados para colocar o Brasil entre as nações mais inovadores, a realidade está um pouco distante disso. Os desafios econômicos dificultam a tração de investimentos em decorrência de problemas fiscais e impostos, por exemplo.

Portanto, apesar de haver uma vasta capacidade de inovação no país, existem limitações que atrapalham esse desenvolvimento. Refletir sobre essas questões é de fundamental importância, visto que isso impacta de maneira considerável na vida de todos os brasileiros.

O setor público, privado e os centros de pesquisa precisam, juntos, buscar as melhores soluções que permitem a retomada do crescimento em inovação no Brasil.

Quer aprender mais conteúdos como esse? Então, participe da nossa Imersão Vida FERA e descubra como ter mais RESULTADOS em sua vida. Acesse e saiba mais.

Sem categoria

Seremos imortais?

Uma das frases mais conhecidas e repetidas pelo ser humano é, “A única certeza da vida é a morte”. Será mesmo? Para muitos cientistas, essa frase tem uma data de validade, pois acreditam que um dia o avanço tecnológico será tão grande que iremos atingir a imortalidade. Vamos apresentar alguns motivos para acreditar nessa hipótese.

Se você tem menos de 40 anos hoje, provavelmente poderá se tornar imortal devido aos avanços tecnológicos futuros, a não ser que pegue uma doença realmente muito séria. É nisso que o Doutor Ian Pearson acredita, que até 2050 atingiremos a imortalidade, tornando a morte uma opção.

Imprimir órgãos 3D

As impressoras 3D já são uma realidade há alguns anos. Capazes de imprimir diversas peças e baratear o custo de várias indústrias, as impressoras já estão agindo em prol da medicina e daqui a alguns anos, trabalharão a favor da nossa saúde.

Hoje em dia, é muito difícil conseguir um transplante de órgãos. Além do elevado valor, a demanda é muito alta para uma oferta tão pequena. A quantidade de pessoas que possuem a cultura de doar seus órgãos após a morte ainda é bem baixa em relação à necessidade de transplantes.

Por isso a impressão de órgãos 3D é uma possibilidade que já está sendo testada em diversos países pelo mundo, por muitos cientistas. Médicos já estão utilizando modelos impressos para planejar melhor as cirurgias. Dessa forma, poderão treinar em órgãos de plásticos antes de começar a operar pessoas. Estima-se que o tempo da cirurgia e os riscos de complicações diminuam.

E isso é só o começo. Esses primeiros modelos servem de protótipos para que, no futuro, consigamos imprimir esses órgãos utilizando células reais, aumentando a possibilidade do prolongamento da vida e barateando os custos, já que o acesso aos órgãos será mais fácil, bastará imprimir.

Medicamentos antienvelhecimento

Imagina poder tomar um remédio que ajude a retardar o envelhecimento? Com certeza esse é o sonho de muita gente, e ao que tudo indica, essa é uma das possibilidades do futuro. Pesquisadores já estão estudando um fármaco muito utilizado como imunossupressor. Por meio de pesquisas, descobriu-se que o uso pode ajudar a aumentar a expectativa de vida de alguns seres vivos, como camundongos e vermes.

Os estudos realizados até o momento revelaram um aumento de 14% no tempo de vida, mas ainda não se sabe se esse tipo de fármaco realmente pode se transformar em algum tipo de elixir da vida eterna.

Sangue rejuvenescedor

Depois de vários estudos, cientistas descobriram em 2005 que o sangue de ratos novos era capaz de regenerar tecidos musculares de ratos mais velhos. Já em 2014, foi descoberto que uma proteína isolada do sangue dos ratos jovens tinha a capacidade de aumentar a cognição e a resistência.

Pela primeira vez na ciência foi descoberto um fator de rejuvenescimento produzido naturalmente. Uma proteína conhecida como GDF11, responsável por regular as atividades estaminais é a responsável. Os ratos mais jovens possuem abundantemente essa célula, mas com o envelhecimento a quantidade da célula vai diminuindo.

Dessa forma, os cientistas possuem esperanças de que, no futuro, poderíamos adicionar alguma proteína do tipo em nosso sangue no intuito de aumentar a nossa resistência e, consequentemente, nossa longevidade.

E aí? Gostou de saber sobre essas buscas científicas para atingirmos a imortalidade? Quer aprender mais conteúdos como este? Então, participe da nossa Imersão Vida FERA e descubra como ter mais resultados em sua vida!

Sem categoria

Como ter uma Vida FERA?

Uma vida que valoriza o presente e tem as ferramentas para construir um ótimo futuro. Equilibra diversos aspectos de nossa vida, a fim de torná-la melhor e mais completa. Esse alcance é possível graças ao método FERA de inteligência empreendedora, desenvolvido por Thiago Campos e Kelvio Santos.

Uma Vida FERA abrange habilidades que ajudam a melhorar quatro áreas de nossa vida. O resultado é significativo e o método já impactou centenas de pessoas, depois acesse www.thiagovidafera.com e se surpreenda com os depoimentos. Ficou curioso? Falaremos neste post, sobre como ter uma vida FERA.

Os 3 passos do método FERA de inteligência empreendedora

A chave para ter mais RESULTADOS em sua vida e alcançar o sucesso é desenvolver sua inteligência empreendedora. Engane-se quem pensa que esta inteligencia beneficia apenas quem quer ter o próprio negócio. Se você quer ter sucesso e felicidade profissional, ainda que como funcionário em uma empresa pública ou privada, a inteligência empreendedora é fundamental.

O primeiro passo do Método FERA consiste em um fim de semana de imersão dentro dos conceitos em torno da vida FERA. São conteúdos que exploram temas como Finanças, Empreendedorismo, Relacionamentos e Alta Performance. É uma experiência que proporcionará o pontapé que você precisa para tirar os planos do papel.

Entre os aprendizados está como começar um negócio do zero, como aprimorar suas redes de relacionamentos, técnicas, estratégias e ferramentas para melhorar as suas finanças e sua produtividade. Ao fim da imersão você terá um mapa claro para traçar suas metas e conquistá-las.

Aí chega a hora de partir pro segundo passo: o final de semana FERA. Uma experiência vivencial única e exclusiva, na qual, na mansão dos FERAS, você tem mentorias individuais, atividades práticas e muitos workshops para destravar o que está te impedindo de crescer.

Já com resultados gerados, você chega ao terceiro programa, entrando para a Família FERA. Encontros mensais acompanharão todo seu desenvolvimento e o ajudarão a alavancar seus resultados.

O que é uma vida FERA?

Uma vida FERA é: Feliz, Equilibrada, Rica e Autêntica. Este conceito abrange o desenvolvimento de quatro áreas fundamentais para que o indivíduo conquiste seus objetivos e tenha uma vida completa, equilibrando o sucesso pessoal e profissional . Ser FERA é não ter medo da mudança, é arriscar-se para atingir suas metas e desenvolver suas habilidades, é buscar sempre a inovação e o incremento da qualidade de vida.

Com ter uma vida FERA?

Uma vida FERA envolve a evolução contínua de quatro áreas da sua vida: Finanças, Empreendedorismo, Relacionamentos e Alta Performance. Primeiro, para desfrutar do que a vida tem de melhor, você precisa ter o controle do seu dinheiro. Por isso, saber como lidar com o dinheiro é essencial para melhorar a qualidade de vida.

O sucesso profissional também é alvo desse método, sendo a área de Empreendedorismo responsável por dar o start necessário na sua mente. Muitos têm uma mente empreendedora, mas ainda não sabem como colocar as próprias metas em prática. Há oportunidades que podem ser perdidas quando há falta de atitude. Desenvolver sua inteligência empreendedora te gerará resultados incríveis, seja como dono de negócio, seja como empregado.

Os relacionamentos também são parte fundamental para uma vida FERA. A partir de bons Relacionamentos, criamos um ambiente próspero, desenvolvendo conexões que impulsionam a nossa vida. Assim, garantimos a saúde emocional e maturidade para encarar as relações interpessoais.

Por fim, a Alta Performance constitui o nosso último pilar para ter uma vida FERA. Afinal, será difícil ter uma vida completa se não há equilíbbrio. O equilíbrio das atividades, saber o que deve ser prioridade, saber viver o presente, entre outros, são habilidades que constituem essa visão que valoriza o futuro sem abrir mão do presente.

Quer ter uma Vida FERA? Então, participe da nossa Imersão Vida FERA e descubra como ter mais RESULTADOS em sua vida. Acesse www.thiago-campos.com e saiba mais!

Sem categoria

Robôs que já existem e você nem imagina.

A tecnologia avança a passos tão largos que é difícil até de acompanhar. Por exemplo, há não muito tempo a internet mal existia e, agora, você consegue qualquer tipo de serviço online. O mesmo se aplica aos robôs. O conceito que era restrito a ficção científica agora faz parte das nossas vidas. Não acredita? Então confira 5 robôs que já existem e você nem imagina!

1 – Sofia

Além de ter um belo nome, a Sofia é um robô com aspecto humanoide que é perfeitamente capaz de conversar com as pessoas. O resultado é tão impressionante, que ela já apareceu em diversas entrevistas, até mesmo em alguns dos maiores talk-shows americanos. Ela é um robô que tem cidadania na Arábia Saudita e o título de “Campeão de Inovação” por parte das Nações Unidas.

Não somente ela é capaz de entender e responder perguntas, mas ainda está aprendendo. E, por ter uma cidadania oficial, a Sofia é uma visão de um futuro que não está tão distante assim.

2 – Bot Care e Romeo

Já a Samsung aposta nos Bot Care, ou seja, os robôs para cuidar. São uma linha de robôs que, além de extremamente fofos, podem realizar diversas funções simples, que tem o objetivo de cuidar dos seus donos.

Estes robôs podem lembrar os usuários de tomar o remédio, servir como um monitor cardíaco e, até mesmo, chamar serviços de emergência caso seja necessário.

Outro exemplo de um robô para cuidados é o Romeo. Ele é humanoide, em tamanho e formato, e tem o objetivo de facilitar a vida das pessoas, especialmente idosos, que perderam um pouco da autonomia. Ele pode abrir portas, subir escadas e pegar certos objetos.

É um robô interessante para ajudar a cuidar de uma população que está ficando cada vez mais idosa. Quando a tecnologia evoluir e se popularizar, não será mais necessário que os idosos se mudem para asilos, podendo ficar na sua própria casa.

3 – Pepper

Pepper

também é um robô que foi criado para ajudar a cuidar das pessoas. Porém, seu objetivo é um pouco diferente.

Usando tecnologia de reconhecimento de voz, câmeras e sensores que ajudam a fazer a leitura corporal, o robô consegue interpretar as emoções dos seus donos, tomando diversas atitudes para melhorar o humor dos humanos. É um robô que já faz muito sucesso no Japão

4 – Toyota T-HR3

Toyota T-HR3 tem um nome um pouco estranho, o que mostra que ele ainda não está totalmente pronto para fazer parte do cotidiano. Mas, a sua função é incrível. Trata-se de um sistema humanoide que permite que um usuário humano o manobre a distância. Então, o robô “imita” os movimentos do usuário, permitindo que sejam realizadas diversas tarefas.

É uma forma de trabalhar com segurança em áreas perigosas, como na construção, em lugares acidentados e até mesmo no espaço. Incrível né?

5 – Aeolus, Walker e diversos outros

OAeolus e o Walker são ainda mais parecidos com a Rosie, dos Jetsons. O desenho acertou com tudo, e estes robôs têm o objetivo de ser um robô mordomo e ajudar em diversas tarefas em casa ou no trabalho. São os modelos mais completos e sofisticados que existem, por enquanto.

Os robôs irão, muito em breve, mudar completamente o nosso dia a dia. Quer estar por dentro e se beneficiar de todas essas mudanças? Então participe gratuitamente da nossa Comunidade FERA no telegram clicando aqui. Conteúdos diários que te ajudarão a gerar muitos resultados em sua vida.

Sem categoria

China: tecnologias que parecem de filme, mas já são realidade no país.

Câmeras com reconhecimento facial, robôs como funcionários, ônibus do futuro e um mercado que une o virtual ao real. Tudo isso pode até parecer utopia de um filme futurista, mas é a mais pura verdade para os chineses.

Veja quatro tecnologias inovadoras que existem no país e descubra que há muito mais, além do que as telonas podem oferecer na ficção.

Rede de câmeras de vigilância

Você sabia que a China tem a maior rede de câmeras de vigilância do mundo? Instaladas nas ruas das cidades, elas possuem uma Inteligência Artificial que faz com que sejam capazes de escanear e reconhecer os rostos de todos os habitantes.

Além disso, por estarem conectadas a uma rede global, elas deixam à disposição das autoridades um enorme catálogo digital que contém as imagens de todos os moradores, permitindo que os policiais possam descobrir a localização exata da pessoa, com quem ela se comunica e onde ela costuma estar.

E não é só isso. Para o caso se de tratar de um desconhecido ou de não poder identificar o rosto, as câmeras ainda estimam a idade, a altura, a etnia, o sexo e as roupas do indivíduo. Ademais, elas também leem números, cores e outras características de veículos. Assim, fica bem mais difícil cometer um crime, não é mesmo?

Robôs como funcionários

A população chinesa está envelhecendo e, atualmente, os que são considerados em idade apropriada para trabalhar, entre 15 e 64 anos, estão diminuindo drasticamente.

Pensando nisso, o presidente Xi Jinping discursou na Academia Chinesa de Ciências em 2014, sobre uma “revolução robô” que transformaria o país, promovendo a automação para preencher a lacuna de mão-de-obra.

A ideia, é claro, é respaldada pelo fato de a nação ter um vasto mercado de robótica e realizar inúmeros investimentos nesse segmento. Por isso, o Governo prometeu generosos subsídios para as empresas que desenvolverem essa tecnologia e adotarem esses novos “funcionários” na linha de produção.

Vale lembrar que foram destinados US$ 5 bilhões de dólares para essa empreitada. Será que funciona?

Ônibus do futuro

Sabe quando a física dizia que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço? A China decidiu desafiar essa lei.

Naturalmente, no transporte público tradicional, um ônibus ocupa uma boa parte das ruas e, ao se aglomerar a outros transportes, o congestionamento se agrava, tornando-se um verdadeiro problema que os chineses querem resolver.

Pensando nisso, eles criaram o Transit Elevated Bus, que já passou pelos primeiros testes em 2016 e foi aprovado, ganhando o apelido de “ônibus do futuro”. Nesse serviço público, o meio de transporte irá se movimentar acima das estradas e do fluxo dos carros – 4,5 metros acima -, evitando que fique preso em trânsitos ou até que cause mais engarrafamentos.

Além disso, por ter 22 metros de comprimento e 7,8 de largura, ele comporta até 300 pessoas, o que facilita ainda mais a locomoção de massa, especialmente nos horários de rush, em que o pico de trabalhadores indo e vindo é ainda maior.

A principal tarefa desse veículo exclusivo e inovador, é desengarrafar as estradas e parece ser a solução perfeita!

Mercado inovador

Em 2018, o grupo Alibaba, grande empresa chinesa de comércio pela internet, iniciou um processo de unificação do comercio online e off-line, fazendo surgir uma rede de mercados chamada Hema.

Apesar de ser um supermercado comum, este tem características exclusivas que o tornam especial e a maioria delas está associada ao fato dele ser equipado com inovações modernas e surpreendentes.

No Hema, as compras são feitas através de um aplicativo móvel. Assim, os compradores andam pelo mercado, escaneiam os códigos de barras dos itens que gostam, e o software mostra todas as informações importantes sobre os produtos. Depois, quando o pedido de compra é feito, basta pagar pelos itens pelo celular.

Já em outros pontos de venda, há quiosques com a tecnologia de reconhecimento facial instalada. Com isso, as informações sobre as mercadorias compradas são armazenadas e o mercado utiliza isso para oferecer aos clientes a encomenda de produtos online com entrega de, no máximo, 30 minutos em domicílio.

E então, qual das quatro tecnologias é a sua favorita e qual você gostaria que estivesse presente aqui no Brasil? Compartilhe esse texto com os amigos e não deixe de acessar nossa Comunidade FERA no telegram. Lá todos os dias temos conteúdos gratuitos nesta linha. Esperamos por você!

inovação, Sem categoria

Open banking: o que é, como funciona e como pode revolucionar o sistema bancário mundial

A revolução tecnológica invadiu todas as áreas e com o sistema bancário não é diferente. O open banking é uma dessas novidades, que já é tendência em todo o mundo e tem ganhado cada vez mais espaço também aqui no Brasil.

Se você ainda não sabe o que é isso, é melhor ler esse texto, pois o open banking promete revolucionar o mercado financeiro e já está mudando a relação das pessoas com os bancos.

O que é e como funciona?

Na tradução literal, open banking significaria banco aberto. Na prática, o que esse modelo pretende é simplificar a portabilidade de dados entre as instituições financeiras.

open banking cria uma espécie de plataforma que integra aplicativos, permitindo que outras empresas e serviços acessem os dados dos clientes, desde que com a autorização deles.

A proposta é que todo o sistema adote interfaces de programação de aplicativos abertas (APIs) , o que estimularia, além da troca de dados, a competitividade e a transparência entre as instituições financeiras.

Quais são as vantagens para o cliente?

A proposta do open banking é que o cliente possa escolher qual instituição oferece a opção que ele considera mais vantajosa, sem precisar começar uma nova relação burocrática para adquirir aquele produto ou serviço.

Assim, além de fugir da burocracia, o cliente teria mais autonomia e liberdade, porque não ficaria preso a apenas um sistema. Pagamentos, por exemplo, poderiam ser feitos no próprio aplicativo da loja, ao invés de no do banco.

Quem tem contas e investimentos em instituições diferentes também se beneficiaria da integração e não precisaria mais fazer manualmente as transações entre elas. Seria possível ver em uma única plataforma toda a sua vida financeira, de forma automática e segura.

Outra vantagem seria a redução de custos, uma vez que, com um sistema integrado, pode ser possível dispensar intermediários, tornando os processos mais rápidos e baratos.

A abertura proposta pelo open banking também cria um ecossistema onde a oferta de produtos e serviços ao cliente podem ser ampliados. Tudo isso em um ambiente seguro, como já acontece hoje com as operações online.

Na prática, como isso vai fazer parte da minha realidade?

open banking á é uma realidade no Reino Unido e países como Japão, Estados Unidos e Austrália também já deram os primeiros passos nesse sentido. No Brasil, a ideia ainda é uma novidade para muita gente, mas o Banco Central já começou a discutir sua regulamentação.

De olho na tendência, grandes bancos, como o Banco do Brasil e o Banco Original, já estão trabalhando para integrar aplicativos e redes sociais com seus serviços. Além disso, mesmo antes da regulamentação, algumas iniciativas, como a Nubank, maior fintech do país, já funcionam baseadas nesse conceito. O aplicativo Conta Azul, é outro exemplo de ideia, que já integra informações financeiras para facilitar a gestão dos dados.

Como a gente viu nesse texto, o futuro já começou. Mas, você pode estar mais preparado para ele e até descobrir a melhor forma de investir, com a ajuda dos FERAS. Acesse agora nossa comunidade gratuita no Telegram e receba conteúdos de qualidade gratuitos na palma da sua mão!

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound
Cart Overview